quarta-feira, 14 de junho de 2017

Limites

Sabes que a vida te está a pôr à prova quando te sentes prisioneira dentro da própria vida. Sabes que estás a ser escrava quando o teu valor não é reconhecido. Sabes que estás a ser calcada quando o mundo parece desabar a teus pés e tu não tens ninguém. Sentes que não vales nada quando trabalhas horas a fio e nem um cêntimo te pagam. Sabes que tens de mudar de vida, porque a vida não muda sozinha. Sabes? Eu continuo aqui, a lutar por algo que nunca vou conseguir. Continuo porque nunca desisto de nada. Mas tudo tem um limite, sabes? E esse limite é a tua dignidade, é quando sentes tudo isto sem ver sequer um futuro risonho. É quando sabes que há pessoas que nasceram com uma coroa na cabeça e outras, como eu, que nasceram numa debaixo de nuvens. E que mesmo com a passagem do tempo, continuas a ser perseguida pelas nuvens que te atormentam, noite e dia. Quando já não sabes quem és, quando já nada faz sentido, é aí que tens de mudar. Eu vou mudar. Não sei como, nem onde, mas vou mudar.
Sunshine

segunda-feira, 13 de março de 2017

Onde está o amor?

Por um momento senti-me sufocar. Fiquei sem ar. Nesse momento pensei nunca ser suficiente para ninguém. Pensei que o meu destino era ficar sozinha. A autoestima ficou pelo chão. Tudo à minha volta está bem e bonito. Mas eu não. É noite. O desgosto é recente. Os desgostos vão-se acumulando e formam uma bola de neve. Fui feliz e não soube. Não aproveitei o amor quando mo quiseram dar. Agora vou eu à procura do amor. Do amor por mim própria.
Sunshine

domingo, 12 de março de 2017

O vendaval

Escrevi finalmente o ponto final na história que se prolonga há cerca de 10 meses. Custou. Muito. Ter uma conversa direta com alguém, expor os sentimentos mais sinceros a outra pessoa e estar nesta situação de vulnerabilidade é das coisas mais difíceis que fiz na vida. Correu mal, mas porque as pessoas não sabem ser educadas ou civilizadas sequer. É triste perceber que há pessoas tão incompreensíveis, tão frias, tão indiferentes. Pessoas que recusam a simples amizade de outras. Mas são estes vendavais da vida que nos fazem mais fortes. Sei que vou pensar no assunto durante muito tempo. Sei que vai doer todos os dias sempre que te tiver de enfrentar no trabalho. Só que a vida segue. E tu ou segues com ela, ou ficas no passado, com as portas fechadas para a felicidade. Enfim, eu acredito no karma. Acredito que o que fazemos aos outros, retorna para nós. O que me disseste ficou em mim marcado e só espero que eu te marque de certa forma, nem que seja de cada vez que olhares para mim e pensares naquilo que disseste e naquilo que nunca pensarias ouvir de mim. Se me devem um pedido de desculpas? Sim. Se o espero? Não.
Sunshine